sábado, 31 de maio de 2008


Mais belos trabalhos dos meus alunos do 3ºano!
Fico muito orgulhosa com o resultado! A criatividade sempre me emocionando!!!
Parabéns!!!
Rosane
*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨*¨
Criar não é imaginação, é correr o grande risco de se ter a realidade."
Clarice Lispector

quinta-feira, 29 de maio de 2008



Parabéns 7º séries, os trabalhos sobre movimento ficaram lindos!!!!!!

A alma é uma paisagem. As paisagens da alma não podem ser comunicadas. Quando mais fundo entramos nas paisagens da alma, mais silenciosos ficamos.
(Rubem Alves)

segunda-feira, 26 de maio de 2008


Parabéns pelos trabalhos, ficaram lindos!!!
Parabéns 3ºA e 3ºB!!!
Rosane

domingo, 25 de maio de 2008

Trabalhos dos meus alunos de Arte

"A arte não consiste em representar coisas novas,
mas em representá-las
sob nova forma."

"A arte é a contemplação;

é o prazer do espírito que penetra a natureza

e descobre que a natureza
também tem alma."
Auguste Rodin

sábado, 24 de maio de 2008

MINHAS FOTOS!!! FLORES DA MINHA CASA!


“O que mata um jardim

não é mesmo alguma ausência nem abandono…

O que mata um jardim é esse olhar vazio

De quem por ele passa indiferente”

Mario Quintana




CRIATIVIDADE E IMAGINAÇÃO

domingo, 18 de maio de 2008

Muito legal esse vídeo, abaixo a mesmice...a repetição!!!!

"É melhor ser alegre que ser triste

A alegria é a melhor coisa que existe

É assim como a luz no coraçao...

E a tristeza tem sempre uma esperança

De um dia nao ser mais triste,não...

A vida nao é de brincadeira,amigo,

A vida é a arte do encontro

Embora haja tanto desencontro pela vida"

(Vinicius de Moraes)

Olhares de Rosane

Posso escrever os versos mais tristes esta noite. Escrever, por exemplo: "A noite está estrelada, e tiritam, azuis, os astros lá ao longe". O vento da noite gira no céu e canta. Posso escrever os versos mais tristes esta noite. Eu amei-a e por vezes ela também me amou. Em noites como esta tive-a em meus braços. Beijei-a tantas vezes sob o céu infinito. Ela amou-me, por vezes eu também a amava. Como não ter amado os seus grandes olhos fixos. Posso escrever os versos mais tristes esta noite. Pensar que não a tenho. Sentir que já a perdi. Ouvir a noite imensa, mais imensa sem ela. E o verso cai na alma como no pasto o orvalho. Importa lá que o meu amor não pudesse guardá-la. A noite está estrelada e ela não está comigo. Isso é tudo. Ao longe alguém canta. Ao longe. A minha alma não se contenta com havê-la perdido. Como para chegá-la a mim o meu olhar procura-a. O meu coração procura-a, ela não está comigo. A mesma noite que faz branquejar as mesmas árvores. Nós dois, os de então, já não somos os mesmos. Já não a amo, é verdade, mas tanto que a amei. Esta voz buscava o vento para tocar-lhe o ouvido. De outro. Será de outro. Como antes dos meus beijos. A voz, o corpo claro. Os seus olhos infinitos. Já não a amo, é verdade, mas talvez a ame ainda. É tão curto o amor, tão longo o esquecimento.
Pablo Neruda